Temos que endurecer, mas sem perder a ternura jamais!
FORÇA SEMPRE!


HISTÓRICO
19/11/2006 a 25/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
15/10/2006 a 21/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
17/09/2006 a 23/09/2006
10/09/2006 a 16/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
06/08/2006 a 12/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
09/07/2006 a 15/07/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
18/06/2006 a 24/06/2006
11/06/2006 a 17/06/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
16/04/2006 a 22/04/2006
 
 
 
LINKS INTERESSANTES
Planalto
CorreioWeb
Ponto dos Concursos
Wikipédia
GreenPeace Brasil
Dicionário Houaiss
Almanaque Folha
Charges Animadas
Superdownloads
Mundo dos Filosofos
Kurumin Linux
Aprenda Espanhol
 
BLOGS ESPECIAIS

Muitas Abobrinhas
O Quarto
Távola Redonda
Escritos Humanos
Blog da Renatinha
Algumas Observações
Site Cultural Hamilton F. Menezes

 
 
 
 



Olá amigos e amigas do Murissokas! Fazia tempos eu não escrevia aqui.

E vim para trazer boas novas.

O Murissoas vai passar por uma reforma, ficaremos um tempo off-line, mas será por um bom motivo, reformularemos todo blog.

Valerá a pena aguardar! Um grande abraço a todos!

MURISSOKAS

FORÇA SEMPRE!

 

  Por Carlos Martins

 


Escrito por: -MURISSOKAS- às 21h52
[ ] [ envie esta mensagem ]




A Burrocracia

 

Burrocracia: “desenvolvimento de atividades que emperram a rotina de trabalhos administrativos”(in dicionário Murissokas).

Muito se discute a cerca da burocracia no Brasil. Levantando - se argumentos de que a falta de agilidade com questões burocráticas atrasam vários ramos de atividade.

A experiência nos demonstra solução para este problema. É a mudança na legislação, tanto trabalhista, tributária e previdenciária.

Ora, a cisma de que somos um país emergente. É uma conseqüência direta da falta de objetividade dos nossos trâmites legais e administrativos. Desta forma, afeta serviços que deveriam ser ágeis, como: abrir e fechar empresas, o fim de um processo judicial (muitas vezes demora anos).

Dentre os excelentes acontecimentos para acabar com esse problema, citamos alguns, a aprovação da Reforma do Poder Judiciário. Que após 13 anos de tramitação, apesar de demorada, foi aprovada. Dando mais objetividade para a Justiça. Porém dentre as várias modificações da Reforma, chamamos a atenção para o principio da celeridade processual. Com o intuito de retirar a morosidade da Justiça Brasileira. Outro acontecimento relevante é a Lei geral das pequenas e microempresas, que tramita no Congresso Nacional, com o objetivo de gerar empregos e diminuir a burocracia

“A Burrocracia” é uma realidade. Realidade desgastante que impede o crescimento de nosso país. Precisamos de mudanças efetivas na ceara burocrática. E, por conseguinte, teremos condições de sermos um país evoluído.

 

 

 

Por Dênis Daniel

 

 

 


Escrito por: Murissokas às 21h03
[ ] [ envie esta mensagem ]




O RESULTADO DAS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS

 

         O segundo turno presidencial foi acirrado e enfadonho. A falta de candidatos era gritante, porém tínhamos de fazer uma escolha.

         De um lado, um candidato que se denominava “ético”, do povo e trabalhador. Que não sabia de fatos reprováveis em seu governo.

         Do outro, um candidato que se denominava o novo, o diferente e “ético”. Esqueceu-se das falhas de quando era governador.

         Ética... O seu conceito está deturpado, e merece, no Brasil, ser revisto por todos nós, cidadãos e governantes.

         A escolha foi feita e Luís Inácio Lula da Silva foi eleito com votação expressiva.  

         E diante deste quadro político, resta-nos torcer que aconteça o melhor para o Brasil. Que o governo chegue perto de suas promessas e realize o sonho de milhares de brasileiros. Que a oposição faça o seu papel, todavia que não fique de bravata e apóie os projetos favoráveis para o Brasil. Os cidadãos devem atuar de forma veemente, fazendo a sua parte, e não só reclamando. Nestes próximos anos de governo. Espera-se discernimento.

          É crer para ver. Veremos os próximos capítulos.

 

         Até o próximo post, sexta-feira, 03 de novembro.

         Como sempre, FORÇA SEMPRE.

 

         POR Dênis Daniel

 


Escrito por: Murissokas às 19h26
[ ] [ envie esta mensagem ]




No post de hoje usaremos como inspiração esta bela frase:

 

“Na busca desesperada de ter, o homem esquece de ser”.

(Gustavo de Assis)

            Vivemos numa sociedade onde ter bens materiais, poder aquisitivo, status social é “fundamental”. Dessa forma, esquecemos a essência do que somos para nos trocar ou vendermos por algo. Se destacar no meio profissional ou estudantil de forma saudável tudo bem, vá lá. Agora entrar no ritmo avassalador em que se encontra o mundo é arriscado.

Por exemplo, compra-se um celular hoje, daqui a três meses, perde-se consideravelmente o valor, as roupas se tornam bregas, os automóveis ficam antigos, os computadores precisam ser constantemente atualizados. Na necessidade de sempre estarmos atualizados com as tendências tecnológicas, da moda e outras que aparecem. Trocamos o que mal acabamos de usar para obter coisas novas. Sem mal usufruirmos os itens comprados.

 O consumismo impera. E quase tudo é descartável. 

 A sociedade está doente. Criam-se mitos, doenças, fobias e valores. Todos tendenciosos e sem profundidade de conteúdo.  E nesse tipo de comportamento de obter ansiosamente novidades é que nós nos perdemos.

Essa exigência do capitalismo, de se consumir de forma desvairada, é preocupante. Mas é a pura realidade. Consumir, gastar, comprar, adquirir, tornaram-se atividades tão comuns para as pessoas. Que viraram uma espécie de terapia.

É de ligeireza e competitividade que se consegue viver no mundo atual. Porém não percebemos de forma verdadeira, que muitos de nós, estamos presentes apenas fisicamente, por que emocionalmente, amigavelmente e solidariamente estamos distantes uns dos outros.

Como a evolução demonstra, o homem consegue sempre se adaptar a novos desafios. Esperamos que este consiga se sobressair dos desafios modernos, vivendo na era da escassez de tempo e excesso de trabalho. Sem se descartar a si mesmo.

...Não nos esquecemos de Ser. Ser, quem desejamos Ser...

 

P.S.: MUITO OBRIGADO PESSOAL PELOS ÚLTIMOS COMENTÁRIOS RECOFORTANTES.

Fiquem bem.

 

Por Dênis Daniel

 


Escrito por: Murissokas às 11h28
[ ] [ envie esta mensagem ]




 

Como buscar esperanças em meio ao sofrimento?

 

                        Através de boas lembranças, na esperança de deixar um mundo melhor para as futuras gerações e na valorização de nossas vidas.

                        Lembrança: “2. Idéia ou recordação de fatos passados que se conserva na memória.” Minidicionário Aurélio. É um dos combustíveis para seguirmos em frente conscientes de que a vida às vezes nos surpreende.

                        Devemos, também, sempre nos superar. Por isso, um favor que uma geração faz à próxima é a lição de tentar superar as adversidades por que passam. Pelas aflições da vida todos nós passaremos um dia. Mas os ensinamentos de como vivermos com elas é que não nos ensinaram.

                        Valorização e legitimidade são coisas de que precisamos constantemente em nossas vidas. Por quê? Por que reclamamos muito da vida.  E na maioria dos casos, só damos valor a ela quando perdemos alguma oportunidade. Ou algum ente querido.

                        E driblar o sofrimento é tarefa que requer amor, fé e perseverança. Num mundo injusto, onde pessoas humildes e honestas pagam e sofrem de forma inaceitável, por causa dos que humilham, agem com falsa superioridade e nada fazem de concreto para respeitar o próximo e preservar a vida na terra. É que preconizamos o amor, a fé e a perseverança.

                        Enfim, a vida passa se não aproveitarmos da melhor forma. Se não amarmos os nossos familiares e amigos, enquanto há tempo. Se não acreditarmos nos nossos sonhos. Se não fizermos as coisas na hora certa. E se não estivermos preparados, poderemos perder a chance de ajudarmos  a nós mesmos.

                        “O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis”. (Fernando Pessoa)

        

Como sempre, FORÇA SEMPRE.

 

Por  Dênis Daniel                                                       

        

        

 

 


Escrito por: Murissokas às 16h34
[ ] [ envie esta mensagem ]




 MENSAGEM AOS ELEITORES.

 

            Olá pessoal. Bem, como não poderia passar em branco, o Murissokas vem deixar uma mensagem breve e estimulante aos eleitores.  Cumprindo o nosso papel de blog cidadão.

            1º domingo de Outubro, dia das nossas eleições. Momento mais importante de uma Democracia. Dia de colocar crédito em algumas pessoas que achamos capazes de transformar algo em nosso país. Mais do que nunca, há uma vontade de mudanças. Sendo assim, é que devemos ir para as urnas, sabedores de nossas responsabilidades na escolha de representantes políticos. A eleição não deve ser vista como imposição estatal, e, sim, como uma faculdade que possuímos de transformar a nossa nação. Sem utopias. Mesmo vivendo na República dos “brasileiros pocotós”.

            Não nos esqueçamos,também, que os problemas do Brasil em vários aspectos, são problemas antigos, mal resolvidos, que refletem até hoje nas nossas vidas. Não será da noite para o dia que extirparemos os males que acabam com a reputação nacional.

            Por fim, todos já estão cansados das promessas e mais promessas, mas dessa vez vamos fazer como sempre deveríamos termos feito (lógico, algumas pessoas agiram). Participar de forma efetiva na Democracia em que vivemos.   Democracia participativa. E por vivermos numa Democracia, pagamos um preço. Por isso,  vamos fazer a coisa certa  para solucionarmos os nossos dilemas.

 

Governar um grande país é como cozinhar um pequeno peixe.

                                                                       (Lao-Tsé)

  (Sobre os pocotós http://www.brasileirospocoto.com.br)

 

 

         Por Dênis Daniel


Escrito por: Murissokas às 12h14
[ ] [ envie esta mensagem ]




Hello Leitores!

 

O uso de palavras estrangeiras é bastante usual em nossa língua. E requer discussões.

O ponto chave dos estrangeirismos é a sua proibição. Será que coibir resolveria o problema? Há um projeto de lei, pl-1676/1999 tramitando no Congresso Nacional sobre o tema. De autoria do Deputado Federal Aldo Rebelo (Pc do B-SP, atual Presidente da Câmara dos Deputados). Que tem por objetivo restringir o uso de estrangeirismos.

O fato é que, muitas palavras já estão no nosso cotidiano e a proibição produziria lacunas na nossa comunicação. Por exemplo, para atualizar este “blog” tivemos que: “blogar”, “postar”, “linkar”...  

Não vemos problemas nas expressões estrangeiras. Porém, o uso exacerbado e muitas vezes sem criatividade em propagandas, em fachada de lojas e em conversas. É enfadonho. E enfraquecem a nossa identidade cultural. Por outro lado, há exceções, tratando - se de jargões profissionais. Outra exceção, no mundo globalizado em que vivemos, seria o estudo de um segundo idioma por questões profissionais e estudantis.

Tenha certeza que americanos (principalmente), europeus e asiáticos não admitiriam ou admitem casos de estrangeirismos, como vemos no Brasil. Pois, existe o mínimo de reconhecimento de suas culturas.

Outro aspecto importante a ser lembrado. É a falta de importância dada ao uso da Língua Portuguesa. Que na maioria das vezes é desprezada, gerando bizarrices. Não há preocupação com a língua falada ou escrita. Há de haver um resgate da nossa língua pátria.

Enfim, o nosso ponto de vista, é a reeducação, valorização e o resgate do nosso idioma. O melhor, ainda, é aprendermos a usar de forma correta o nosso idioma, preservando agora e para as futuras gerações. Proibir não será a solução.

 

Goodbye leitor!

 

Por Dênis Daniel

 


Escrito por: Murissokas às 19h30
[ ] [ envie esta mensagem ]




Começamos pedindo desculpas pelo o atraso na atualização. Não podemos deixar os nossos leitores sem palavras e idéias. Os nossos ideais não podem ficar só na teoria. Obrigado novamente pessoal pelo apoio imenso.

Reproduzimos esta letra de música para refletirmos e pensarmos, que poucas coisas mudaram. E muita coisa ainda está por fazer. Vamos à Luta. Nada de desistir!

QUE PAÍS É ESTE

(RENATO RUSSO)

 

Nas favelas, no Senado

Sujeira pra todo lado

Ninguém respeita a Constituição                                    

Mas todos acreditam no futuro da nação

 

Que país é este

 

No Amazonas, no Araguaia, na Baixada Fluminense

Mato Grosso, nas Geraes e no Nordeste tudo em paz

Na morte eu descanso mas o sangue anda solto

Manchando os papéis, documentos fiéis

Ao descanso do patrão

 

Que país é este

 

Terceiro mundo se for

Piada no exterior

Mas o Brasil vai ficar rico

Vamos faturar um milhão

Quando vendermos todas as almas

Dos nossos índios em um leilão.

 

COMENTÁRIO

Impressionante como algumas coisas não ficam velhas.  E com o maior respeito reproduzimos esta letra. Bastante atual. E que reflete fatos pouco mudados. Simplesmente algumas coisas não envelhecem. De outra forma, é um alerta, para acordamos de um sonho: “Brasil, o país do futuro”. Precisamos ainda melhorar bastante o nosso país. Como escrito nos outros “posts” de forma persuasiva, precisamos renovar o nosso Brasil nos mais diversos aspectos. Do contrário viveremos um estado de ostracismo político, econômico, social e educacional.

Que país é este? É um país com potencial, chamado Brasil.

 

Por Dênis Daniel

 


Escrito por: Murissokas às 10h03
[ ] [ envie esta mensagem ]




“O Jeitinho Brasileiro...”.

 

            Diz-se da forma, comportamento, artifícios e estratagemas, que nós brasileiros, usamos para obter algo. Sem nos importar com quem foi prejudicado com o “jeitinho”. (in: Dicionário Murissokas).

            Somos reconhecidamente um povo alegre e festejador. Porém, a fama de ser “esperto”, não deve ser confundida com tal reconhecimento. A fama de sempre querer se dar bem é tida como normal na nossa sociedade. Usar a criatividade para novas idéias ou invenções, não se confunde com tal notoriedade.

            É reprovável esse comportamento medíocre. Somos melhores do que isso. Diga-nos, até quando ser “esperto”, “aproveitador”, “vamos dar um jeito”, "a gente dá um jeitinho brasileiro", foi motivo para ser melhor que alguém?

            Tentar ser honesto, ter um comportamento autêntico, para transmitir a incansável luta por uma sociedade digna e justa. É louvável. Mesmo vivendo num país cercado de corrupção, onde muitos reclamam e poucos fazem algo para melhorar. Não custa tentar.

            Por isso, tocamos neste assunto, na época de campanhas eleitorais. Mas será necessário até vermos mudanças reais. Fazendo assim, uma campanha alternativa. No intuito de criarmos novos valores. E de dar um JEITO (com o melhor sentido possível) de sermos honestos, sem sermos enganados.

            Se unirmos as forças do dito “jeitinho”, de forma positiva, responsável, fiscalizadora, flexível e concretizadora. Poderemos vislumbrar um Brasil melhor.

            Vamos dar um Jeito. 

 

 

Por Dênis Daniel

 

 


Escrito por: Murissokas às 17h48
[ ] [ envie esta mensagem ]




 

Eleições

(O fim do voto sem consciência).

 

No ano eleitoral acirram-se os ânimos e discussões do rumo de nosso país. Mas a eleição de 2006 tem um gosto especial. Por quê? Porque temos a chance de fazer a maior renovação da política brasileira. E diante da crise política que as nossas instituições passam. É hora de renovar. E não de anularmos o nosso voto.

E votando de forma consciente, poderemos ao menos cobrar dos nossos mandatários. O voto... É uma forma de exercitar a nossa cidadania e expressar quem somos. E se sabemos quem somos, devemos expressar (escolher) os representantes corretos. Acreditar e fazer a nossa parte são uma das alternativas viáveis. Hajamos, em vez de reclamarmos.

As promessas sempre irão existir, porém reclamar exacerbadamente dos políticos em si, não será a solução.

Outro ponto importante a ser abordado é a Reforma Política. A Reforma é urgente e pode socorrer os males que nos assolam. Novas regras, novas idéias, novos parâmetros e uma nova forma de pensar e agir. A nossa democracia precisa dessa mudança.

De forma decisiva, esqueçamos o “niilismo político” típico de nossa sociedade e escolhamos as ideologias corretas para o Brasil.

Enfim, a situação precisa melhorar. Inconformados todos nós estamos. E diante dessa atribulação, cada cidadão, entidades representativas de classe, órgãos fiscalizadores uni-vos. “O Brasil foi “inventado” de cima para baixo, autoritariamente. Precisamos reinventá-lo em outros termos”. (Paulo Freire)

 

EXERCITE A SUA CIDADANIA.

VOTE CONSCIENTE E FAÇA A DIFERENÇA.

 

 

Queremos agradecer a todos visitantes fiéis que sempre estão nos incentivando: Luana, Antônio, Fê Notável, Renatinha, Jucyara, Thayara, Rafael e aos Novos que irão aparecer.  Muito Obrigado!

 

            Por Dênis Daniel

 


Escrito por: Murissokas às 21h12
[ ] [ envie esta mensagem ]




Olá visitantes! Desculpem-nos a demora na atualização. Agradecemos sempre, a sua preciosa visita.

 

 

 

Mês de Agosto. Mês do bom gosto.

 

         Muito se fala quando chegamos ao mês de agosto, que este é o mês do desgosto.

            Diz a história, que os romanos deram o nome ao oitavo mês do ano, em homenagem ao Imperador Augusto. Agosto (origem do latim Augustu: consagrado, santo). Visto que, Augusto, conquistara grandes feitos, por exemplo, a conquista do Egito.

            Mas, tal costume de considerar o mês azarado, no Brasil, veio com os colonizadores portugueses.

            Ora, até que ponto chega o imaginário popular para propagar idéias inócuas?

            Onde está a positividade? O otimismo? Em tempos tão exigentes como os nossos. Será mesmo uma crendice popular? Falta de assunto da mídia? Aqui no Murissokas é motivo de debate e alerta para a criação de mitos falsos.

            Além do mais, tragédias, acontecimentos e fatos históricos acontecem todos os anos e meses. De forma sincera, não há motivos para a imposição a considerar agosto. O mês do desgosto. 

            Por outro lado se aparece alguém propagando a idéia: é mês de gastar, dar presente, de investir... a história seria outra. O consumismo e o simbolismo dariam lugar aos gastos excessivos e compras desvairadas.      

            Tendo em vista os fatos mencionados, torço para que tenhamos mais discernimento nos costumes. E que nossas mentes estejam livres de pensamentos e de idéias lúgubres.

           

            Agosto. Mês do bom gosto. TAMBÉM RIMA!

 

 

 

            Por Dênis Daniel


Escrito por: Murissokas às 10h47
[ ] [ envie esta mensagem ]




(D)eficientes

 

 

            Deficientes? Porque não dizer (d)eficiente, também? A mistura de deficiente com eficiente. Ou pessoas que merecem respeito e atenção para desenvolver suas capacidades. Sem sermos piedosos. Mas, sim, autênticos no comportamento em relação a eles. Nesta postagem, vamos expor alguns pontos como: respeito, preconceito, talento e outros relevantes.

            Respeito sempre é bom. Mas há uma falta de respeito visível em relação a quem sofre algum tipo de carência física, mental ou sensorial. A ausência de respeito pode ocorrer por não nos colocarmos no lugar do outro (deficiente). E não vivenciarmos como é sua jornada cotidiana. E não imaginarmos que as deficiências físicas, mentais e sensoriais, podem um dia também nos atingir. Somos seres humanos e estamos suscetíveis aos ensinamentos da vida.

            Há pessoas com talento próprio ou adquirido, mesmo com suas limitações, que desenvolvem atividades que muitos “normais” não desempenhariam. Apesar de ainda lhes faltar o devido treinamento e mais lugar ao sol.

            Além disso, existem também evidências, sobre um grande avanço da medicina, no uso das células-tronco, que irão auxiliar em vários casos de deficiência. Tema bastante polêmico, merecedor de atenção e debate devidos. Que não entraremos no mérito no momento.

            Por outro lado, talvez, os deficientes seja um de nós, considerados “normais”. Não obstante vivemos a reclamar da vida. E não percebemos que existem pessoas com problemas bem maiores do que os comuns para ter alegria de viver.

            Espero, sem ser piegas, comportamentos e amizades mais lúcidos com os (D)eficientes. Com Inclusão e Educação Especial.

            Dedico este texto a três pessoas. Ao Casal Marta e Joaquim e à filha deles... Mariana (recém-nascida e saudável), fruto da capacidade deste casal de aproveitar a vida, sem se prender às adversidades (lições) que lhe são tão comuns. Ele (com deficiência sensorial e auditiva), ela com sensível deficiência auditiva, ambos fazem leitura labial.

            Mariana, você é resultado de uma lição de vida, valorização do eu e de aprendizado.

            "Tudo vale a pena quando a alma não é pequena”.
Fernando Pessoa

 

         Por Dênis Daniel

 


Escrito por: Murissokas às 21h52
[ ] [ envie esta mensagem ]




Olá pessoal, volto a escrever no Murissokas, estive ocupado por um tempo, mas como sempre, o tempo foi bom, trouxe-me novas idéias. Volto sim, talvez meio "ácido" com este tema tão polêmico, mas sabe, sou assim mesmo. O Murissokas está aqui para acordar a mente do povo que ainda quer continuar calado. Um abraço a todos. Dênis, obrigado pela ajuda na edição, ficou muito bom.

 

Segurança Pública desorganizada  X  Crime “Organizado

            É triste o que se passa na tv e o que está impresso nos maiores jornais do país: “O crime organizado voltou a aterrorizar São Paulo”. Ônibus destruídos, policiais mortos, agências bancárias arrasadas, unidades de guarda alvos de bombas.

            Cá entre nós, existe mesmo crime organizado em São Paulo? Será que esses arruaceiros inconseqüentes, analfabetos culturais, sabem se organizar? Eu acho que não! Quem cria status de pessoas jurídica para esses grupos de delinqüentes é a própria mídia, engrandecem seus ataques, tornam famosos seus líderes. Fernandinho Beiramar, Marcola, não seriam tão conhecidos e poderosos se a mídia não tivesse dado a eles tamanha grandeza. PCC, CV e outras siglas absurdas criadas para elevar a moral de gente que não presta. Que vão todos queimar no mármore dos infernos, isso é se existe inferno maior do que este. Chega de engrandecer bandido! Essa corja! Assassinos, estupradores e ladrões. A mídia é poderosa, ela dá grau de especialidade do malfeitor e as forças públicas seguem o conselho, gastam milhões transportando almas mortas para a sociedade de um lado para o outro.

            O mesmo canal que passa a sua novela diária (o grande entretenimento brasileiro), é o que fortalece a imagem dos bandidos em seus telejornais pré-programados. Um paradoxo inevitável. Ou evitável...

            Que tal criarmos uma sociedade organizada onde a comunicação e a educação se perfazem de forma mais andante, mais convergente. O que está acontecendo em São Paulo (o estado mais rico do país e que gentilmente abraça pessoas de todos os lugares) é a imagem de uma segurança pública desorganizada e que por assim não aceitar ser chamada, denomina o crime de organizado, tentando tirar a responsabilidade do poder público.

            Espero que isso não vire moda no resto do país.

Desejo muito a todos os paulistas, gente de bem, trabalhadora, que volte logo a normalidade aceitável em seu estado.

 

Por Carlos Martins


Escrito por: -MURISSOKAS- às 09h46
[ ] [ envie esta mensagem ]




Aquecimento Global. Você quer sobreviver?

 

            Esta em voga na atualidade, discussões sobre o aquecimento global (aumento da temperatura terrestre). Tema de muita abrangência que merece ser bastante discutido para chegarmos em algumas soluções.

            Um dos fatores primordiais é a vontade política. Nacional e Internacional. Somente com educação, grandes investimentos, estrutura e tecnologia poderão amenizar grandes desastres.

            Adaptação é a palavra chave no intuito de melhorarmos a situação do aquecimento.  Como não há a possibilidade de expurgarmos alguns fatos negativos, resta-nos a adaptação. Adaptar-se às queimadas, ao desmatamento, à poluição. A devastação causada pelos habitantes do planeta terra deixou e ainda deixa danos, que uma das alternativas plausíveis é a adaptabilidade.

            Temos de parar de fingir que não fazemos parte da natureza. Como se ela fosse, apenas uma paisagem exótica. Devemos e podemos preservá-la. Lanço aqui a discussão sobre a “Revolução verde”, “Cultura socioambiental”, “Consciência ecológica”, “A questão do aquecimento global” (expressões usadas atualmente, para referir-se a questões ambientais) e o nosso papel na natureza.

            Ademais, precisamos atuar juntos com os órgãos governamentais na discussão e aprovação de projetos. Para meios de sobrevivência viáveis em nosso país e no mundo. Do contrário as conseqüências serão piores.

            VOCÊ pode fazer a diferença para a preservação do Planeta Terra. Diferença. Faça a sua diferença(parte).

            Enfim, poderia encher este texto de estatísticas sobre o aquecimento global, não o farei por que já está passando da hora de entrarmos em ação. Estas palavras são um alerta:

Cuidado! O nosso planeta pode desaparecer.Se a sociedade fizer o seu papel conservando, conscientizando, fiscalizando... o governo fazendo também o seu papel.Viveremos...

            “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”.(grifo meu, art.225 da Constituição Federal).

           

 

Por Dênis Daniel

 

           

           

 


Escrito por: Murissokas às 18h52
[ ] [ envie esta mensagem ]




O papel das amizades em nossas vidas.

 

 

            A participação das amizades nas nossas vidas é importante por que não vivemos sozinhos no mundo.

            A ação de cultivar amigos é um ato nobre. Quem tem amigos sabe disso. Não precisa ser um desconhecido da rua, faculdade, colégio ou cidade. Pode ser também os nossos familiares...Pai, Mãe, irmãos, irmãs...

            Por outro lado, algumas vezes aparecem em nossas vidas, pessoas até então estranhas. Que pelo tempo tornam-se verdadeiros irmãos. Falo dos amigos. Que apenas por questões biológicas, não são nossos irmãos de sangue.

            E não precisa ser aquela amizade antiga, pode ser uma passageira, que dure um mês, porém que seja suficiente para nos ensinar algo de bom.

            Amigo (a) é quem elogia, critica (de forma criativa, sem desanimar), ensina, Ama, Melhora nossas vidas, nos é Imprescindível, Gosta da gente como a gente é e Odeia quando não estamos por perto para desabafar.

            E num mundo onde o normal é ser estressado, ansioso, nervoso e o diferente é ser calmo, tranqüilo. É essencial fazermos boas amizades.

            Enfim, o verdadeiro papel da amizade é saber que podemos contar com alguém, tanto nas dificuldades como nas alegrias. Lembre-se o que importa é qualidade e não a quantidade.

            Dedico este texto a todos os meus amigos (vivendo e aprendendo), ao Carlos Martins, que se mudou para Santa Catarina em busca de ideais (que em breve volta a escrever neste espaço. Vá à luta! A Revolução será feita.), aos mais recentes - os blogueiros - (fonte de inspiração, vocês são de mais!), aos visitantes deste blog (fonte de inspiração, um sincero, muito obrigado!), aos músicos (que mudam esse mundo com música), aos filósofos (pensar e agir), aos professores (pessoas iluminadas) e a todos que querem fazer um mundo cada vez melhor.

Existirá algo mais agradável do que ter alguém com quem falar de tudo como se estivéssemos falando conosco mesmos?” (Cícero).

 

            Por Dênis Daniel

           

 

 

 


Escrito por: Murissokas às 16h47
[ ] [ envie esta mensagem ]





[ ver mensagens anteriores ]


 

 

 
SISTEMA

Murissokas Blog

Criado, editado e mantido por:
Carlos Martins e Dênis Daniel
INTERAÇÃO
Você Participa!

ENQUETE
Você consegue superar seus desafios?
Sempre!
Às vezes.
Quando tenho amigos, sim!
Nunca!
Ando meio desanimado(a)

Resultado Parcial

Votação
Dê uma nota para o blog



 
VÍDEOS INDICADOS


-Together - Team Hoyt-


-Filtro Solar-


-Não desista Nunca-


LIVROS INDICADOS

O Mundo De Sofia
-Jostein Gaarder-
Inteligência Emocional
-Daniel Goleman-
O Alienista
-Machado de Assis-
Assim Falava Zaratustra
-Friedrich Nietzsche-
CUIDADO Eu Te Amo!
-Andrey do Amaral-
A Metamorfose
-Franz Kafka-
As Mentiras Que Os Homens Contam
-Luis Fernando Veríssimo-
A Arte Da Guerra
-Sun Tzu-
Felicidade Clandestina
-Clarice Lispector-
Ser
-Alfredo Karras-

PENSAMENTOS
Abra a tua mente!

 

 

UOL

visitantes

 
 
 Murissokas © 2006-2007 Todos os direitos reservados